CLÁSSICOS, FICÇÃO, NÃO FICÇÃO

NOTA 10/10

Orlando: uma biografia, Virginia Woolf

Livro de março do #desafiobookster2018 e, por enquanto, uma das melhores leituras do ano. Já adianto que não achei o livro fácil, ele é bem desafiador, mas vale muito à pena.

LEIA MAIS

CLÁSSICOS, FICÇÃO

NOTA 8,5/10

Gente pobre, Fiódor Dostoiévski

Quando se fala em Dostoiévski, ou mesmo literatura russa em geral, é bem comum que as pessoas tenham uma reação negativa, achando que o livro será extremamente difícil ou pouco instigante.

LEIA MAIS

CLÁSSICOS, NÃO FICÇÃO

NOTA 9/10

Quarto de despejo: diário de uma favelada, Carolina Maria de Jesus

Os relatos da autora, que datam de 1955 até 1960, trazem o cotidiano miserável e caótico das favelas, em especial da Favela do Canindé, em São Paulo.

LEIA MAIS

CLÁSSICOS, FICÇÃO

NOTA 9/10

O sol é para todos, Harper Lee

Esse é um dos livros essenciais da literatura norte-americana.

LEIA MAIS

CLÁSSICOS, FICÇÃO

NOTA 9,5/10

Os 120 dias de sodoma, Marquês de Sade

O autor é muito conhecido por sua escrita libertina, tendo publicado obras bem controversas.

LEIA MAIS

CLÁSSICOS, FICÇÃO

NOTA  8,5/10

A morte em Veneza, Thomas Mann

Leitura de fevereiro para o #desafiobookster2018 (livro publicado na década de 1910) e minha primeira obra de Thomas Mann, um clássico da literatura alemã e mundial.

LEIA MAIS

CLÁSSICOS, FICÇÃO

NOTA 9/10

Bartleby, o escrivão, Herman Melville

A capa vem costurada e as páginas grudadas. Para ler, você tem que cortar uma a uma. E esse conceito empregado na edição não foi por acaso.

LEIA MAIS