PERFIL

Pedro Pacífico

Sou advogado e sempre gostei muito de ler. Na verdade, já tive fases de mais leituras, e outras de menos, mas nunca deixei de ter um livro na minha cabeceira. Em meados de 2017, fiquei com vontade de criar um espaço no Instagram para dividir minha opinião sobre os livros que lia. Como a leitura é um hábito, infelizmente, não tão valorizado em nosso país, sentia falta de poder conversar com outras pessoas que também partilhavam do amor pelos livros.
E foi aí que nasceu o Book.Ster por Pedro Pacífico.
Diariamente compartilho dicas, sugestões e críticas com os seguidores. E agora, cerca de um ano após a criação da página, decidi colocar as resenhas em um site, para conseguir levar para um público cada vez mais abrangente os benefícios da leitura.
É o que sempre digo e não canso de repetir: Leitura é hábito diário! Leia todos os dias, ao menos 3 páginas, e com isso você consegue manter esse hábito de extrema importância.
E aí, já leu hoje?

CLÁSSICOS, FICÇÃO, LIVROS

NOTA 6,5/10

Persuasão, de Jane Austen | Resenha

Depois de muito ensaiar, finalmente li meu primeiro livro de um dos nomes mais importantes da literatura mundial. Jane Austen é conhecida por seus romances "mais românticos", escritos no final do século XVIII e início do século XIX, e que trazem consigo uma visão feminista muito à frente do seu tempo.

LEIA MAIS

NÃO FICÇÃO

NOTA 9/10

As inseparáveis, de Simone de Beauvoir | Resenha

Escrito em 1954, “As inseparáveis” é um romance póstumo inédito no Brasil, e foi a minha primeira experiência lendo a memorável Simone de Beauvoir. A leitura tem como pano de fundo a amizade entre duas amigas, Sylvie e Andrée. Mas, na verdade, a autora criou essas duas personagens para escrever um romance sobre a sua própria história e de sua amiga Élisabeth Lacoin, a Zaza. “As inseparáveis” pode, portanto, ser classificado com um romance autobiográfico, em que há elementos de ficção (em maior ou menor grau) junto com um narrador que conta a sua própria historia, em primeira pessoa.

LEIA MAIS

CLÁSSICOS, FICÇÃO

NOTA 10/10

A fazenda dos animais, de George Orwell | Resenha

Fazer essa releitura foi marcante por alguns motivos. Em primeiro lugar, a mudança do título que marca a nova tradução feita por Paulo H. Britto para essa edição sensacional. Apesar de representar algo aparentemente pequeno em uma obra tão relevante, a mudança de “Revolução dos bichos” para “A fazenda dos animais” aproxima muito mais a obra do título original (“Animal farm”). Eu adorei a novidade, até porque quando vou ler um livro traduzido para o português, desejo ler a versão mais similar possível ao que a autora ou autor pretenderam criar para o leitor, sem contar que o título anterior teria sido escolhido para fazer parte de uma "propaganda anticomunista" do governo da época em que foi publicado (1964).

LEIA MAIS

FICÇÃO

NOTA

A uruguaia, de Pedro Mairal | Resenha

Escrito pelo argentino Pedro Mairal, “A uruguaia” foi muito bem recebido pelos leitores brasileiros. A sinopse é um pouco atrapalhada e não revela muito do que vamos encontrar: Lucas, um escritor na casa dos 40 anos, precisa viajar ao Uruguai para resolver alguns problemas financeiros. Mas se a viagem tinha um objetivo meramente prático, o personagem aproveita a oportunidade e cogita se reencontrar com uma paixão proibida que viveu naquele país, quando foi convidado para um festival literário. Seu nome é Magali GUERRA.

LEIA MAIS

DIVERSOS, FICÇÃO

NOTA 8,5/10

Oleg, de Frederik Peeters | Resenha

Conhecido por seu sucesso com “Pílulas azuis”, em que conta a sua relação com uma mulher soropositiva, Peeters volta a publicar uma nova história em quadrinhos sobre experiências aparentemente pessoais. Se em “Pílulas azuis” encontramos um personagem bem jovem, em “Oleg” acompanhamos momentos de sua vida 20 anos depois: uma autobiografia do contemporâneo.

LEIA MAIS

NÃO FICÇÃO

NOTA 8/10

Verificado A imperatriz de ferro, de Jung Chang | Resenha

Considerada como uma das mulheres mais importantes da história da China, a imperatriz viúva Cixi governou o país por décadas. E é sobre a vida dessa polêmica governante, que morreu com mais de 70 anos, que a autora se debruça para apresentar ao leitor uma biografia completa e cheia de curiosidades.

LEIA MAIS