FICÇÃO, LIVROS

NOTA 9/10

Seminário dos ratos, de Lygia Fagundes Telles | Resenha

Quando me perguntam quais os meus autores nacionais favoritos, Lygia Fagundes Telles com certeza está no topo da lista. Apesar de ter escrito uma extensa variedade de contos, até esse ano eu só havia lido seus romances. E não porque são mais bem recomendados, mas talvez porque não sou uma pessoa tão fã desse gênero literário (acho que prefiro histórias mais longas, em que tenho tempo para me apegar aos personagens e à narrativa).

LEIA MAIS

FICÇÃO, LIVROS

NOTA 9,5/10

Conversa no Catedral, de Mário Vargas Llosa | Resenha

Tem leituras que nos desafiam. A trajetória pode até ser desconfortável, mas uma das melhores sensações é terminar esse desafio com o sentimento de que valeu muito a pena. E foi justamente assim como esse livraço do autor peruano Vargas Llosa.

LEIA MAIS

FICÇÃO, LIVROS

NOTA 9,5/10

Herança, de Miguel Bonnefoy | Resenha

Quando recentemente estive na França, via "Heritage" em evidência nas estantes das livrarias que visitei. Curioso, fui logo pesquisar mais do livro, que venceu o Prix des Libraires 2021, e percebi que era o mesmo que há pouco havia recebido da @editoravestigio! Comecei a leitura sem saber o que esperar, já que a obra chegou recentemente nas livrarias brasileiras e ainda não tinha visto a opinião de alguém que já tivesse se aventurado por essas páginas... E que surpresa maravilhosa!

LEIA MAIS

LIVROS, NÃO FICÇÃO

NOTA 10/10

Paula, de Isabel Allende | Resenha

Começar um livro sobre uma mãe que aguarda a morte de sua filha doente ao seu lado é algo que pode ser impensável para muitos. Temos nossos limites em conhecer o sofrimento do outro, mas a verdade é que esse livro não trata apenas da tristeza e do medo de uma perda irreparável.

LEIA MAIS

FICÇÃO

NOTA 8/10

O homem que escutava as abelhas, de Christy Lefteri | Resenha

Destruição. Essa é a palavra que marca toda a narrativa. E não é apenas a destruição física da cidade de Alepo, na Síria, de onde fogem os protagonistas do romance, mas também a destruição dos que mais amamos e da esperança por dias melhores.

LEIA MAIS

FICÇÃO

NOTA 9/10

O mundo se despedaça, de Chinua Achebe | Resenha

Ainda não muito conhecido no Brasil, o autor nigeriano Chinua Achebe é considerado como um dos maiores autores do século XX. Em “O mundo se despedaça”, o autor nos leva para uma Nigéria pré-independência e, mais especificamente, para o centro da vida tribal da etnia ibo.

LEIA MAIS

DIVERSOS

NOTA 8,5/10

A casa do silêncio, de Orhan Pamuk | Resenha

Apesar de não ser um dos seus romances mais famosos, “A casa do silêncio” foi o primeiro livro que li do autor turco, Vencedor do Prêmio Nobel de literatura em 2006.

LEIA MAIS