Veja também

LIVROS, NÃO FICÇÃO

As bruxas da noite, de Ritanna Armeni | Resenha

Publicado em 2018 por uma jornalista italiana, a obra chegou ano passado aqui no Brasil, mas não tinha visto ninguém falar sobre ela ainda… Acabei descobrindo a obra por acaso, em pesquisas na internet para o Desafio Bookster. E que boa surpresa, sobretudo porque gosto dos livros jornalísticos que têm uma narrativa mais romanceadas, e menos informacional, exatamente como é o caso de “As bruxas da noite”. ⁣

NOTA 9/10

FICÇÃO

Anotações de um jovem médico, de Mikhail Bulgákov | Resenha

Quando recebi a notícia desse lançamento pela Editora 34, fiquei muito animado por dois motivos: o livro é do mesmo autor de “Mestre e Margarida”, uma obra que adorei (!), e tem com temática a profissão médica, um assunto que sempre me interessou! ⁣

NOTA 9/10

DIVERSOS

NOTA

#DesafioBookster2020 | Setembro

Mês: Setembro⁣
Temática: Suspense e Thriller⁣
Livro escolhido: “Confissões”, de Kanae Minato⁣
⁣⁣⁣
Um dos aspectos mais positivos do Desafio Bookster para mim é o incentivo à leitura de obras e gêneros que não costumo ler muito. Apesar de serem extremamente populares, os livros de suspense não aparecem com tanta frequência na minha lista de leituras. Tanto é verdade que eu nunca havia lido nada de Agatha Christie até esse ano… Mas o fato de eu não ler tanto, não significa que eu não goste do gênero. Pelo contrário: termino sempre me culpando por não ler mais (leitores e suas culpas, kkk). ⁣

Para o mês destinado ao suspense, preferi fugir das autoras mais conhecidas por mim (tem muita escritora sensacional!) e descobri um livro de uma autora japonesa que me chamou bastante a atenção – o que foi confirmado pelas avaliações positivas que li a seu respeito. Além da própria sinopse, também achei bem curioso que Kanae Minato começou a escrever meio ao acaso. Como consta no livro, a autora “é uma dona de casa e professora que escreveu Confissões entre uma tarefa e outra”. ⁣

“Confissões” fez um tremendo sucesso no Japão, tendo vendido mais de 3 milhões de exemplares. Na obra, acompanhamos a professora Yuko Moriguchi, que perdeu a sua filha em um evento trágico. Antes de pedir demissão, no entanto, a professora tem uma última lição para seus alunos, revelando que a filha foi morta por dois deles (e não por um acidente, como falavam). “Sua aula derradeira irá desencadear uma trama diabólica de vingança”. ⁣

Para quem preferir outra escolha, seguem algumas indicações: “E não sobrou nenhum”, de Agatha Christie; “Ladrão de cadáveres”, de Patrícia Melo; “A última festa”, de Lucy Foley; e “O homem de giz”, de C. J. Tudor; “Arquivos Serial Killers”, de Ilana Casoy e “Minha sombria Vanessa”, de Kate Russell.⁣⁣⁣

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Campos obrigatórios são marcados*.

Nome*:

Email*:

Comentário*

Eloisa Maria Womer disse:

Gosto muito dos livros de suspense. Desta lista, li: O Homem de Giz e gostei muito. É eletrizante. As vezes, ao ler, chego naquele ponto em que não consigo parar de ler. Mas, em alguns momentos, preciso deixar o livro de lado, ( só por um instante) para tomar um fôlego, refletir ou digerir algo que li. Amo ler. E livro não para na minha estante… passa para outras mãos rapidamente. Alterno vários gêneros.

Veja também

FICÇÃO

Anotações de um jovem médico, de Mikhail Bulgákov | Resenha

Quando recebi a notícia desse lançamento pela Editora 34, fiquei muito animado por dois motivos: o livro é do mesmo autor de “Mestre e Margarida”, uma obra que adorei (!), e tem com temática a profissão médica, um assunto que sempre me interessou! ⁣

NOTA 9/10

FICÇÃO

O quarto de Giovanni, de James Baldwin | Resenha

Ambientado em uma Paris boêmia da década de 50, o segundo romance de James Baldwin gira em torno da conflituosa relação entre David, um jovem norte-americano que tem uma namorada vivendo na Espanha, e Giovanni, um italiano que trabalha como garçom em um bar parisiense. ⁣

NOTA 9,5/10