Veja também

FICÇÃO, LIVROS

Pão de açúcar, de Afonso Reis Cabral | Resenha

Com apenas 30 anos, o escritor português venceu o Prêmio Saramago com este livro que, de forma gradual, insere o leitor no cenário de um crime chocante e muito dolorido. O fato histórico sobre o qual o romance é construído é verídico: em 2006, Gisberta, uma transexual brasileira, foi torturada e morta por jovens, na cidade de Porto, em Portugal.

NOTA 8,5/10

FICÇÃO, LIVROS

Torto Arado, de Itamar Vieira Junior | Resenha

Não tenho dúvidas de que 2020 foi o ano do “Torto arado”. Vencedor de dois prêmios literários de extrema relevância (Prêmio Jabuti e Oceanos), o livro de Itamar também conquistou o gosto do público leitor. E com tanta crítica positiva sobre o livro, fica até difícil fazer comentários, seja pelo risco de ser repetitivo, seja pelo medo de fazer algum comentário que possa ir contra a opinião do público.

NOTA 10/10

FICÇÃO

NOTA 9/10

Anotações de um jovem médico, de Mikhail Bulgákov | Resenha

Quando recebi a notícia desse lançamento pela Editora 34, fiquei muito animado por dois motivos: o livro é do mesmo autor de “Mestre e Margarida”, uma obra que adorei (!), e tem com temática a profissão médica, um assunto que sempre me interessou! ⁣

Em “Anotações de um jovem médico”, o leitor vai se deparar com nove narrativas ficcionais que foram publicadas entre os anos de 1925 e 1926 em um jornal soviético destinado à área de medicina. E apesar de seu caráter ficcional, os textos têm uma forte origem autobiográfica, tendo em vista que Bulgákov se formou em medicina e exerceu a profissão por alguns anos. ⁣

Ao longo das narrativas, acompanhamos as experiências do Dr. Bomgard, um jovem médico recém-formado que é designado para trabalhar em um hospital muito pequeno no interior da Rússia – outra fato que também se assemelha com a própria história de vida do autor. Lá, o personagem é o único médico da cidade rural e, considerando a sua falta de experiências, enfrentará dificuldades e anseios no tratamento de seus novos pacientes. As doenças são as mais variadas e o médico precisa recorrer aos livros de medicina que encontra no local para conseguir se virar e não cometer qualquer fatalidade.⁣

E o cenário em que se passam as narrativas também é um dos grandes pontos da obra: uma cidadezinha do interior da Rússia, no início do século XX, povoada por mujiques (camponeses) simples e pobres, cuja qualidade de vida muito se difere da realidade nas grandes cidades da década de 20. É um cenário em que falta muito e o papel do médico local vai além de cuidar apenas das queixas físicas dos moradores.⁣

Enfim, recomendo muito! O autor consegue misturar de forma interessante as angústias do Dr. Bomgard com o seu dia a dia como médico naquele local. A escrita também é fluida e consegue transportar o leitor para um ambiente remoto e repletos de dificuldades.⁣

Ah, o livro serviu de inspiração para o seriado “A young Doctor’s notebook”, estrelado por Daniel Radcliffe.⁣

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Campos obrigatórios são marcados*.

Nome*:

Email*:

Comentário*

Veja também

FICÇÃO

O quarto de Giovanni, de James Baldwin | Resenha

Ambientado em uma Paris boêmia da década de 50, o segundo romance de James Baldwin gira em torno da conflituosa relação entre David, um jovem norte-americano que tem uma namorada vivendo na Espanha, e Giovanni, um italiano que trabalha como garçom em um bar parisiense. ⁣

NOTA 9,5/10

NÃO FICÇÃO

Verificado “Pequeno manual antirracista”, de Djamila Ribeiro | Leitura necessária

Em um momento em que a discussão sobre discriminação racial está em destaque, a leitura desse pequeno livro de Djamila, uma importantíssima ativista e filósofa contemporânea nacional, permanece tão necessário. Se você tem dúvidas sobre o tema ou se ainda não sabe como pode agir de forma antirracista - ou contra qualquer tipo de discriminação - essa é uma obra que você precisa ler. Do meu ou do seu lugar de privilégio, o desconhecimento não pode ser usado como justificativa para atitudes discriminatórias. ⁣

NOTA