Veja também

FICÇÃO, LIVROS

Solução de dois Estados, de Michel Laub | Resenha

Em seu mais novo romance, um dos principais nomes da literatura contemporânea nacional aborda temáticas muito atuais, sobretudo a polarização que marca as discussões políticas e sociais do nosso tempo.

NOTA 9/10

FICÇÃO, LIVROS

Confissões, de Kanae Minato | Resenha

Até escolher o livro para a leitura conjunta do #desafiobookster2021, para o gênero de thriller, nunca tinha ouvido falar da autora japonesa Kanae Minato.

NOTA 8,5/10

CLÁSSICOS, FICÇÃO

NOTA 9/10

O sol é para todos, Harper Lee

O pano de fundo é uma cidadezinha do Alabama, extremamente racista, na década de 1930. Nela, um advogado, Atticus Finch, assume a defesa de um homem negro acusado de estuprar uma mulher branca. E a sua escolha traz sérias consequências para a reputação de sua família. Os cidadãos de Maycom não conseguem entender como Atticus pode defender um homem negro, da mesma forma que faria com alguém branco.

Só essa breve descrição já deixa claro que o livro aborda temas extremamente sensíveis e que causam repugnância. De fato! Mas o que torna a leitura tão interessante é que a narradora é uma garota de apenas 8 anos, Scout, a filha do advogado. São temas como racismo, intolerância e justiça a partir da visão ingênua e inocente de uma criança. Scout não consegue entender o porquê da revolta de seus vizinho e dos demais colegas da escola, quando, na verdade, seu pai só está fazendo seu trabalho.

E é no meio dessa dificuldade de compreensão que entram os ensinamentos de Atticus. Seu pai tenta transmitir o seu conceito de justiça, com a ideia de que todos são iguais e merecem ser tratados com tal. As críticas dos demais moradores de Maycomb não permitirão que ele passe por cima de seus valores. Uma das cenas mais interessantes do livro é o julgamento de Tom Robbinson, o acusado pelo estupro, e as reações de Scout com o desenrolar da sessão. Com uma narradora tão jovem, a obra, que trata de temas extremamente sérios, acaba revelando uma narrativa simples e acessível.

Por curiosidade, tamanha a relevância da obra que, em seu último discurso como presidente dos EUA, Obama fez questão de citar um de seus trechos: “You never really understand a person … until you climb into his skin and walk around in it.”

 

Se você gostou, compre o livro clicando no link e ajude a página a se manter: https://amzn.to/2k1gzvS

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Campos obrigatórios são marcados*.

Nome*:

Email*:

Comentário*

ADK disse:

Um livro muito bom para qualquer momento, ainda mais, nos tempos extremos de intolerância que estamos vivendo.
Ótima dica de leitura.

bookster disse:

Concordo, indico para todo mundo! É uma leitura coringa e uma ótima opção para entrar no mundo dos clássicos.. abs

Veja também

DIVERSOS, LIVROS

Escolhas da vez! – Mulheres na literatura

Desde que criei o @book.ster, passei a conhecer um pouco mais sobre o mercado editorial e seus problemas.

NOTA

NÃO FICÇÃO

Leonardo da Vinci, Walter Isaacson

Essa foi uma leitura de altos e baixos - mais baixos, para falar a verdade. Biografia não é meu gênero favorito, mas tinha muita curiosidade em saber mais sobre a vida de Da Vinci e suas principais obras.

NOTA 6,5