Veja também

DIVERSOS

Aos prantos no mercado, de Michelle Zauner | Resenha

No que você pensa que te faz pensar das pessoas amadas que já partiram? Para Michelle Zauner, a culinária coreana desperta suas memórias com sua mãe. Ao entrar em um supermercado especializado em comida asiática, a autora desaba. Olha ao seu redor e pensa: minha mãe poderia estar aqui. E junto com as lágrimas, vem a saudades.

NOTA 8/10

DIVERSOS

Fim, de Fernanda Torres | Resenha

Um grupo de 5 amigos cariocas que se conhecem na juventude e levam uma vida repleta de festas, relacionamentos e intrigas. Uma fase intensa, mas que não os prepara para os próximos capítulos de suas vidas, marcados pelas perdas, solidão e conflitos. Os amigos são muito diferentes um do outro e o seus destinos também os levarão para fins únicos.

NOTA Nota 8,5/10

DIVERSOS

NOTA

#DesafioBookster2024 | Favereiro

Mês: Fevereiro
Sentimento: Amor
Livro: Felicidade conjugal, de Lev Tolstói

O título engana: nesse mês ainda não vamos mergulhar na felicidade, mas sim no amor em suas várias fases. Nesse clássico do Tolstói, acompanhamos desde o amor urgente, em que perdemos nosso chão, até o amor maduro, calmo. E encontrarmos frustrações de um casamento entre uma jovem e um homem mais velho de forma realista, abordando toda a vivacidade da juventude, a paixão, o desejo de conquistar e viver aventuras. O amor é universal e, por isso, um livro publicado em 1859 ainda pode ser muito atual.

Sinopse:
“Publicada em 1859, quando o escritor tinha pouco mais de trinta anos, Felicidade conjugal é talvez a primeira obra-prima de Lev Tolstói e prenuncia um tema que terá importância fundamental na vida do autor russo – o tema do desejo, neste caso apreendido do ponto de vista feminino. Segundo Boris Schnaiderman, Tolstói escreveu uma novela em que “o humano e o literário encontram o seu máximo de expressão.”

PS: Comprem o ebook com essa capa, porque a tradução é muito confiável! As outras disponíveis não são traduções direto do russo.

E no final do mês teremos uma conversa com uma especialista nesse tema tão atemporal! Quem vem com a gente?

@editora34
128 páginas
Tradução: Boris Schnaiderman

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Campos obrigatórios são marcados*.

Nome*:

Email*:

Comentário*

Veja também

DIVERSOS

O deserto dos Tártaros, de Dino Buzzati | Resenha

Paciência. Tédio. Espera. Um dos maiores clássicos da literatura italiano, publicado em 1940, é um romance sobre a passagem do tempo. O jovem Giovanni Drogo é enviado para atuar como oficial do exército no Forte Bastiani. A notícia é recebida com grande entusiasmo, já que finalmente ele dará o primeiro passo no glorioso trabalho de defender o seu país.

NOTA 10/10

DIVERSOS

Aurora (O Despertar da Mulher Exausta), de Marcela Ceribelli | Resenha

Quem vive em grandes centros urbanos, é usuário recorrente das redes sociais, precisa trabalhar para pagar os boletos e ainda tem uma lista longa de obrigações para tentar atender as exigências e pressões que a sociedade exerce em nós, está exausto. Estamos chegando - ou extrapolando - nossos limites e assuntos como saúde mental, solidão e falta de tempo livre vêm à tona.

NOTA Como considero a autora uma amiga, prefiro não dar nota (passarei a fazer isso).