Veja também

DIVERSOS

O encontro marcado, de Fernando Sabino | Resenha

“Parece qualidade fora de moda, essa de um livro ’prender’. Acho qualidade essencial, invejável. (…) A primeira pausa, a primeira mesmo, vem exatamente e apenas no fim.” Foi assim que Clarice Lispector descreveu a experiência de ler esse clássico da literatura brasileira. Publicado em 1956, a obra do escritor mineiro Fernando Sabino é um brilhante romance de formação de um jovem escritor, Eduardo Marciano.

NOTA

DIVERSOS

#DesafioBookster2023 | Dezembro

#DesafioBookster2023

Mês: Dezembro
Acontecimento histórico: Pandemia COVID
Livro: Último olhar, de Miguel Sousa Tavares

NOTA

DIVERSOS

NOTA 9/10

Longa pétala de mar, de Isabel Allende | Resenha

Eu gosto muito do estilo característico de Isabel Allende: romances envolventes, com personagens bem construídos e um contexto histórico fruto de uma consistente pesquisa da autora. Em “Longa pétala de mar”, o cenário inicial é a Espanha, durante a guerra civil que marcou o país.

O personagem principal é Victor Dalmau, um estudante de medicina que ainda muito jovem é convocado a servir durante a guerra. Eu gosto muito de temática médica na literatura, então adorei essa parte. Sua amiga, a pianista Roser, também vai ganhando importância no decorrer das páginas.

Mas a narrativa não se limita aos acontecimentos da Espanha. Isso porque a guerra civil provocou uma forte onda de exílio. Dentre os afetados, Victor e Roser ingressam em um navio e atravessam o oceano atlântico para iniciar uma nova vida em um território por eles desconhecido: o Chile. O trajeto de navio também é um ponto importante do livro. A travessia no Winnipeg tem relação direta com um famoso personagem da obra: Pablo Neruda.

São muitos refugiados que chegam no continente. E a partir disso o enredo também passa a abordar a História do país latino-americano e sua ditadura – um tema recorrente nas obras de Allende. Acompanhamos décadas de acontecimentos durante o século XX.

Adorei a leitura, desde o mergulho na Guerra Civil Espanhola, até os anos dos refugiados em um novo país. O choque cultural e a necessidade de construir uma vida social do zero. A escrita de Allende é fluida e, sem dúvidas, consegue prender o leitor. Romance histórico dos bons!

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Campos obrigatórios são marcados*.

Nome*:

Email*:

Comentário*

Veja também

DIVERSOS

Desafio Bookster 2023 | Agosto

#DesafioBookster2023
Mês: Agosto
Acontecimento histórico: Independência da Coreia
Livro: Como tigres na neve, de Juhea Kim

NOTA

DIVERSOS

Água fresca para as flores, de Valérie Perrin | Resenha

Esse foi um dos livros que virou prioridade de leitura de tantas recomendações que passei a receber de vocês! Depois de fazer muito sucesso ma Europa, o livro chegou no Brasil e conquistou muitos leitores. A premissa me deixou ainda mais interessado com a obra da autora francesa: mergulhar na história um pouco enigmática de uma zeladora de cemitério.

NOTA 8/10