Veja também

LIVROS, NÃO FICÇÃO

Pacientes que curam, de Julia Rocha | Resenha

Adoro livros que envolvem o universo médico e, por conta disso, já havia recebido várias indicações do livro da Julia Rocha, - mulher, negra, mãe, cantora e que, além de tudo isso, também é médica da família. Em textos curtos, a autora compartilha com os leitores a sua vivência como médica do Sistema Único de Saúde (SUS - aliás, viva o SUS!).

NOTA 9/10

FICÇÃO, LIVROS

Violeta, de Isabel Allende | Resenha

Já imaginou ler a história de alguém que nasceu em meio a gripe espanhola, na década de 20, e viveu para testemunhar o mundo paralisado pela pandemia em pleno 2020? Bom, é justamente essa linha de tempo contemplada por “Violeta” que, ainda por cima, conta com a escrita fantasiosa de Allende.

NOTA 9/10

DIVERSOS

NOTA

#DesafioBookster2018 – Maio

– Mês: Maio

– Categoria: Livro publicado na década de 1940

– Livro escolhido: As brasas, Sándor Márai (1942)

 

Para quem ainda não conhece, o Desafio Book.ster 2018 foi lançado com o objetivo de conhecer, seguindo uma ordem temporal, obras clássicas publicadas no século XX. A ideia é simples: 12 livros, 12 décadas. E se você ainda não começou, ainda dá tempo! É só começar a partir desse mês!
Antes de começar o mês, venho aqui apresentar o livro escolhido, assim como algumas sugestões para quem ainda não montou sua lista!

O livro escolhido para o mês de maio é um clássico que já está há um tempo na minha prateleira, mas sempre deixava para “uma próxima” – apesar de sempre ler boas recomendações. Sándor Márai é um autor húngaro e escreveu As brasas em 1942, durante a Segunda Guerra Mundial, isto é, quando seu país sofria pelas destruições das batalhas travadas entre Alemanha e União Soviética. No entanto, a despeito desse momento conturbado, o escritor conseguiu construir uma renomada obra sobre amizade. A narrativa tem como pano de fundo a história de dois amigos que não se vêem há 41 anos – já que um dia, em 1899, um deles desapareceu – e se reencontram em um castelo na Hungria. Sándor encontrou bastante dificuldade de publicar suas obras em seu país e, em 1948, foi exilado para os Estados Unidos até 1989, quando se suicidou.

Além de As Brasas, indico os seguintes livros publicados na década de 1940: O estrangeiro, Albert Camus (1942); As irmãs Makioka, Junchiru Tanizaki (1943); Perto do coração selvagem, Clarice Lispector (1943); Ficções, Jorge Luis Borges (1944); O fio da navalha, William Somerset Maugham (1944); A revolução dos bichos, George Orwell (1945); e Sagarana, João Guimarães Rosa (1946).

E você, já escolheu sua leitura de maio?

 

Se você gostou da minha escolha, compre o livro clicando no link e ajude a página a se manter: https://amzn.to/2rKQA07

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Campos obrigatórios são marcados*.

Nome*:

Email*:

Comentário*

Veja também

CLÁSSICOS, FICÇÃO, NÃO FICÇÃO

Orlando: uma biografia, Virginia Woolf

Livro de março do #desafiobookster2018 e, por enquanto, uma das melhores leituras do ano. Já adianto que não achei o livro fácil, ele é bem desafiador, mas vale muito à pena.

NOTA 10/10

NÃO FICÇÃO

A história do homem, Edmac Trigueiro

Recebi esse livro do @edmactrigueiro e confesso que fui surpreendido positivamente!

NOTA