Veja também

DIVERSOS

O fim de Eddy, de Édouard Louis | Resenha

Romance autobiográfico que fez bastante sucesso na França, “O fim de Eddy” retrata as dificuldades e conflitos internos vividos por um garoto que ainda questiona a sua sexualidade...

NOTA 8/10

DIVERSOS

Meu pequeno país, de Gaël Faye | Resenha

Se eu pudesse resumir esse livro em apenas um frase, seria: a dureza da guerra na perspectiva de uma criança. Gabriel, um narrador de apenas 10 anos, nos transporta para a guerra civil que assolou Ruanda, no início de 1992...

NOTA 8,5/10

NÃO FICÇÃO

NOTA

A história do homem, Edmac Trigueiro

O autor consegue cumprir o que propõe em suas obras: apresentar assuntos complexos e extremamente científicos de uma forma acessível e interessante para o leitor leigo. Com uma narrativa bem fluida, o autor traça um paralelo entre respostas científicas relacionadas à criação do universo e à evolução dos seres vivos, com os principais questionamentos do ser humano. Como surgiu a vida da forma que conhecemos hoje? E para tratar desses assuntos complexos, o autor acaba trazendo exemplos do nosso dia a dia e de sua própria experiência pessoal.

Além disso, o trabalho do Edmac é uma grande contribuição para a literatura nacional e que deve ser valorizada! Para quem gostou de Sapiens, por exemplo, pode ser uma ótima opção de leitura! O livro é curto, cerca de 200 páginas, mas em nenhum momento chega a ser superficial. Na verdade, até achei que a parte final do livro – quando o autor passa a analisar a evolução do homem, desde o ancestral comum com os chimpanzés, até a espécie contemporânea – acabou ficando um pouco densa, com muitos detalhes científicos. Mas no conjunto, é uma ótima leitura… Traz conhecimentos básicos sobre a nossa origem e que, na minha opinião, deveriam ser de conhecimento de todos.

 

Se você gostou, compre o livro clicando no link e ajude a página a se manter: https://amzn.to/2KxiFyO

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Campos obrigatórios são marcados*.

Nome*:

Email*:

Comentário*

Veja também

DIVERSOS

Reflexão

E aí, quantos livros você já leu esse ano?

NOTA

CLÁSSICOS, FICÇÃO

Gente pobre, Fiódor Dostoiévski

Quando se fala em Dostoiévski, ou mesmo literatura russa em geral, é bem comum que as pessoas tenham uma reação negativa, achando que o livro será extremamente difícil ou pouco instigante.

NOTA 8,5/10