Veja também

DIVERSOS

O encontro marcado, de Fernando Sabino | Resenha

“Parece qualidade fora de moda, essa de um livro ’prender’. Acho qualidade essencial, invejável. (…) A primeira pausa, a primeira mesmo, vem exatamente e apenas no fim.” Foi assim que Clarice Lispector descreveu a experiência de ler esse clássico da literatura brasileira. Publicado em 1956, a obra do escritor mineiro Fernando Sabino é um brilhante romance de formação de um jovem escritor, Eduardo Marciano.

NOTA

DIVERSOS

#DesafioBookster2023 | Dezembro

#DesafioBookster2023

Mês: Dezembro
Acontecimento histórico: Pandemia COVID
Livro: Último olhar, de Miguel Sousa Tavares

NOTA

FICÇÃO, LIVROS

NOTA 8/10

Véspera, de Carla Madeira | Resenha

Eu adorei “Tudo é rio”, livro de Carla Madeira que vem conquistando leitores por todo o Brasil. Por isso, é difícil segurar as expectativas de ler um novo livro da mesma autora. E isso pode às vezes até afetar a experiência da leitura, já que muitas vezes queremos encontrar semelhanças com aquela primeira obra da qual gostamos tanto. Fica difícil não fazer comparações.

“Véspera”, no entanto, é bem diferente. Publicada 7 anos depois, a obra apresenta um enredo que promete prender o leitor até as últimas páginas. Em um total momento de descontrole, uma mãe sofrida por um casamento em ruínas abandona seu filho no meio da rua a caminho de sua escola. Vedina logo se arrepende da atitude absurda, mas quando volta para recuperar a criança, não consegue encontrá-la.

A partir disso, a autora passa a contar ao leitor os momentos que se seguiram ao desaparecimento do filho, ao mesmo tempo em que alterna capítulos com o passado de Vedina e de seu marido, Abel, que vive nas sombras do irmão. Aos poucos, vamos compreendendo os traumas e cicatrizes que marcam todo o relacionamento do casal.

Apesar de ter um enredo totalmente diferente de “Tudo é rio”, Carla Madeira nos mostra mais uma vez uma escrita com uma forte carga poética. Para mim, esse é o aspecto que mais me agradou na leitura. A forma como a autora divide os capítulos também é bem interessante, mas acabei me prendendo muito mais à parte do “passado” , isto é, à véspera do acontecimento trágico, do que aos momentos tensos que se seguiram. Talvez na intenção de prender o leitor com a curiosidade sobre o desfecho do desaparecimento, a parte do presente acaba ficando com um desenvolvimento lento – e que não me empolgou tanto.

Carla Madeira é uma autora que ainda vai nos presentear com muita coisa boa de ler! Termino essa leitura já animado pelo que ainda virá!

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Campos obrigatórios são marcados*.

Nome*:

Email*:

Comentário*

Veja também

FICÇÃO, LIVROS

Maurice, E. M. Forster | Resenha

Sempre tento manter minhas leituras com obras que estão disponíveis no Brasil. Até porque, se minha intenção é incentivar vocês a ler os livros, não faz sentido ficar indicando algo que o leitor brasileiro não consiga encontrar. Mas e se, às vezes, eu tentar usar essa nossa força aqui para estimular a publicação (ou republicação) de obras esgotadas no Brasil, no caso de a recomendação despertar o interesse em vocês?

NOTA 8,5/10

FICÇÃO, LIVROS

As doenças do Brasil, de Valter Hugo Mãe | Resenha

A admiração dos brasileiros pelas obras de Valter Hugo Mãe não é novidade, principalmente para os leitores que me acompanham aqui. O autor português foi um dos grandes responsáveis por despertar a minha paixão pela leitura, após uma adolescência mais adormecida, sobretudo pela forma incrível - e poética - como escreve. Isso já pode dar uma ideia de como foi emocionante mediar um papo com Valter na Bienal do Livro de São Paulo desse ano, acompanhado de centenas de leitores (vide fotos).

NOTA 9/10