Veja também

LIVROS, NÃO FICÇÃO

Pacientes que curam, de Julia Rocha | Resenha

Adoro livros que envolvem o universo médico e, por conta disso, já havia recebido várias indicações do livro da Julia Rocha, - mulher, negra, mãe, cantora e que, além de tudo isso, também é médica da família. Em textos curtos, a autora compartilha com os leitores a sua vivência como médica do Sistema Único de Saúde (SUS - aliás, viva o SUS!).

NOTA 9/10

FICÇÃO, LIVROS

Violeta, de Isabel Allende | Resenha

Já imaginou ler a história de alguém que nasceu em meio a gripe espanhola, na década de 20, e viveu para testemunhar o mundo paralisado pela pandemia em pleno 2020? Bom, é justamente essa linha de tempo contemplada por “Violeta” que, ainda por cima, conta com a escrita fantasiosa de Allende.

NOTA 9/10

FICÇÃO, LIVROS

NOTA 9/10

Seminário dos ratos, de Lygia Fagundes Telles | Resenha

Quando me perguntam quais os meus autores nacionais favoritos, Lygia Fagundes Telles com certeza está no topo da lista. Apesar de ter escrito uma extensa variedade de contos, até esse ano eu só havia lido seus romances. E não porque são mais bem recomendados, mas talvez porque não sou uma pessoa tão fã desse gênero literário (acho que prefiro histórias mais longas, em que tenho tempo para me apegar aos personagens e à narrativa).

Apesar disso, de tempos em tempos eu me esforço para ler alguma coletânea de contos e Seminário dos ratos já estava na minha lista faz tempo. Que leitura!! Em grande parte dos contos, Lygia conseguiu me envolver na narrativa de uma forma que muitos romances nunca conseguiram. O seu dom de escrever sobre o ser humano, seus sentimentos e seu comportamento ficam muito evidentes nessa coletânea, assim como a sua capacidade de tratar de temas que estavam muito a frente do seu tempo (o livro foi publicado em 1977).

E é muito interessante perceber como os enredos contidos nas páginas de Seminário dos ratos são distintos entre si, sendo que a autora se vale muito da fantasia para transportar o leitor para outras realidades e do fluxo de consciência para permitir uma imersão maior no interior dos personagens. Temos, por exemplo, uma situação de mistério em que coisas começam a desaparecer de um quarto, e apenas formigas são vistas lá; a história de uma mulher que mantém uma tigresa em seu apartamento; e uma cidade que é invadida por ratos que passam a devorar tudo que veem pela frente.

É uma verdadeira viagem para a essência dos personagens nos mais diversos – e criativos – ambientes. Dentre os treze contos que compõem a coletânea, posso dizer que os meus favoritos foram “As formigas”, “Tigrela” e “Seminário dos ratos”.

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Campos obrigatórios são marcados*.

Nome*:

Email*:

Comentário*

Veja também

FICÇÃO, LIVROS

Conversa no Catedral, de Mário Vargas Llosa | Resenha

Tem leituras que nos desafiam. A trajetória pode até ser desconfortável, mas uma das melhores sensações é terminar esse desafio com o sentimento de que valeu muito a pena. E foi justamente assim como esse livraço do autor peruano Vargas Llosa.

NOTA 9,5/10

FICÇÃO, LIVROS

Herança, de Miguel Bonnefoy | Resenha

Quando recentemente estive na França, via "Heritage" em evidência nas estantes das livrarias que visitei. Curioso, fui logo pesquisar mais do livro, que venceu o Prix des Libraires 2021, e percebi que era o mesmo que há pouco havia recebido da @editoravestigio! Comecei a leitura sem saber o que esperar, já que a obra chegou recentemente nas livrarias brasileiras e ainda não tinha visto a opinião de alguém que já tivesse se aventurado por essas páginas... E que surpresa maravilhosa!

NOTA 9,5/10