Veja também

DIVERSOS

Úrsula, de Maria Firmina dos Reis | Resenha

A importância histórica dessa obra já é, por si só, suficiente para que você a leia: publicado em 1859, “Úrsula” é considerar o primeiro romance de autoria negra e feminina publicado no Brasil...

NOTA 7,5/10

DIVERSOS

#DesafioBookster2020 | Fevereiro

O gênero literário do mês é a ficção histórica, que pode ser definido como uma obra que mescla aspectos históricos verídicos com ficção...

NOTA

CLÁSSICOS, FICÇÃO, NÃO FICÇÃO

NOTA

Escolhas da vez!

No início de todo mês mostro para vocês as minhas escolhas, que costumo fazer com base em quatro categorias: (1) clássico; (2) até 200 páginas; (3) autor contemporâneo/ficção científica; e (4) não ficção/contos/poemas.

Ou seja, só vou começar um livro diferente depois que eu acabar a “leva” atual. Isso me tira da zona de conforto e me incentiva a ler obras de diferentes gêneros. Essa “técnica” também ajuda muito no ritmo da leitura, evitando que eu canse de alguma obra. E é importante dizer que eu não leio os 4 livros simultaneamente! Gosto de começar 2, e aí vou iniciando os próximos conforme finalizo as leituras, sem deixar nenhum de lado.

Escolhas de vez:

1 – Clássico: “A casa dos espíritos”, de Isabel Allende – Destaque da literatura latino-americana, a obra se assemelha a “Cem anos de solidão”. Já comecei a leitura na edição original em espanhol e estou adorando!

2 – Autor contemporâneo: “O filho de mil homens”, de Valter Hugo Mãe – Faz tempo que não faço uma releitura… Estou animado para reencontrar essa narrativa tão incrível de @valterhugomae. Essa leitura é para o clube do livro da @m.inq, que acontece no começo de novembro (ainda dá para participar)!

3 – Até 200 páginas: “K – relato de uma busca”, de B. Kucinski – Livro escolhido para o mês de outubro do #desafiobookster2019. Tema: democracia.

4 – Não ficção: “Rota 66“, de Caco Barcellos – Li há alguns anos “O abusado” do mesmo autor e adorei! Esse estava na fila há um bom tempo.

E vocês, estão lendo o que?

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Campos obrigatórios são marcados*.

Nome*:

Email*:

Comentário*

Veja também

DIVERSOS

“Não foi bem assim – verdades e cicatrizes de um julgamento”, de Francisco Almeida Prado | Resenha

Apesar de ter sido publicado em 2016, quando li a sinopse do livro achei que estava diante de um lançamento. É que, independentemente de posição política e sem fazer qualquer juízo de valor, o autor criou uma narrativa muito atual...

NOTA

Desafio Bookster, FICÇÃO, NÃO FICÇÃO

#DesafioBookster2019 | Outubro

NOTA