Veja também

LIVROS, NÃO FICÇÃO

Pacientes que curam, de Julia Rocha | Resenha

Adoro livros que envolvem o universo médico e, por conta disso, já havia recebido várias indicações do livro da Julia Rocha, - mulher, negra, mãe, cantora e que, além de tudo isso, também é médica da família. Em textos curtos, a autora compartilha com os leitores a sua vivência como médica do Sistema Único de Saúde (SUS - aliás, viva o SUS!).

NOTA 9/10

FICÇÃO, LIVROS

Violeta, de Isabel Allende | Resenha

Já imaginou ler a história de alguém que nasceu em meio a gripe espanhola, na década de 20, e viveu para testemunhar o mundo paralisado pela pandemia em pleno 2020? Bom, é justamente essa linha de tempo contemplada por “Violeta” que, ainda por cima, conta com a escrita fantasiosa de Allende.

NOTA 9/10

DIVERSOS

NOTA 07/10

Ramsés: O filho da luz, Christian Jacq | RESENHA

Como sempre falo por aqui, quando tenho alguma viagem programa, tento ler algum livro relacionado ao local de destino. Então, antes de ir para o Egito dei uma pesquisada e me recomendaram ler a série Ramsés, uma série com 5 livros. “O filho da luz” é o primeiro deles e traz o início da vida de Ramsés II, um dos principais faraós do Egito Antigo e que reinou por 60 anos – em uma época em que a expectativa de vida era em torno de 30 anos. Ramsés, filho mais novo do grande faraó Sethi, não é o primeiro da linha sucessória ao trono. Chenar, o primogênito, é reconhecido como o favorito para substituir seu pai. No entanto, a escolha é do próprio faraó, que passa a indicar uma certa preferência ao filho mais novo, criando uma forte e perigosa rivalidade entre os irmãos. E é nesse cenário que o autor consegue construir uma história muito prazerosa, mesclando romance e fatos históricos! A narrativa é recheada de descrições dos locais, como a grandiosidade dos templos construídos aos deuses, dos costumes, das tradições e da estrutura social e política da época.

É uma leitura fluída e simples, em que o autor não se preocupou tanto na densidade de informações e dados históricos colocados ao longo do livro. Na verdade, você acaba aprendendo ao longo da leitura, com os próprios personagens e acontecimentos. Isso eu senti lá no Egito. Em vários passeios que fiz pude identificar locais ou nome de figuras importantes que viveram na época de Ramsés II e que tinham sido mencionados na obra.
Por outro lado, senti um pouco de falta de um desenvolvimento mais profundo dos personagens. Mas acho que a intenção do autor foi criar um romance mais leve mesmo. Ou seja, se você busca um livro sobre a história do Egito, não recomendaria tanto a obra de Jacq. Mas se você gosta do tema Egito Antigo e de romances com dados históricos, então essa série pode ser uma boa opção para você. Ah, não posso negar que fiquei com vontade de ler os próximos volumes da série… Uma leitura agradável e interessante!

Editora: Bertrand Brasil
Ano de publicação: 1998
Número de páginas: 392
Link de compra: https://amzn.to/2RAVya7

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Campos obrigatórios são marcados*.

Nome*:

Email*:

Comentário*

Veja também

LIVROS

Lolita, Vladimir Nabokov | RESENHA

Não é fácil fazer uma resenha de Lolita. Para falar sobre o livro, precisamos passar por um assunto muito polêmico: pedofilia.

NOTA 10/10

DIVERSOS

Escolhas da vez!

Quem me acompanha aqui há algum tempo sabe que eu costumo escolher as minhas leituras com base em 4 categorias: (1) clássico; (2) livro curto de até 200 páginas; (3) autor contemporâneo ou ficção científica; e (4) livro de não-ficção / de contos / poemas.

NOTA