Veja também

LIVROS, NÃO FICÇÃO

Pacientes que curam, de Julia Rocha | Resenha

Adoro livros que envolvem o universo médico e, por conta disso, já havia recebido várias indicações do livro da Julia Rocha, - mulher, negra, mãe, cantora e que, além de tudo isso, também é médica da família. Em textos curtos, a autora compartilha com os leitores a sua vivência como médica do Sistema Único de Saúde (SUS - aliás, viva o SUS!).

NOTA 9/10

FICÇÃO, LIVROS

Violeta, de Isabel Allende | Resenha

Já imaginou ler a história de alguém que nasceu em meio a gripe espanhola, na década de 20, e viveu para testemunhar o mundo paralisado pela pandemia em pleno 2020? Bom, é justamente essa linha de tempo contemplada por “Violeta” que, ainda por cima, conta com a escrita fantasiosa de Allende.

NOTA 9/10

DIVERSOS

NOTA

Ritmo de leitura

Uma das principais dicas que costumo dar para alguém que quer melhorar o ritmo de leitura é ler mais de um livro ao mesmo tempo. Isso porque, ao alternar leituras, você dificilmente vai cansar ou emperrar em alguma obra – e, assim, a chance de você abandonar um livro diminui. Esse método também incentiva o leitor a sair um pouco da “zona de conforto” e se aventurar em gêneros que não costuma ler, já que o ideal é escolher obras bem diferentes. O problema é que sempre que dou essa dica, recebo várias mensagens de pessoas falando que é muito difícil e que não conseguiriam (mesmo sem ter tentado). Mas isso não é verdade! Pode até parecer complicado no começo, mas basta seguir as dicas aqui embaixo que não tem erro!
.
.
1º: escolha livros de gêneros diferentes! Não recomendo que você escolha dois romances históricos, por exemplo. Tente combinar um livro em que não há um enredo a ser seguido por um longo tempo (como no caso de biografias, contos, poesia…), com um livro mais denso, tipo um clássico ou romance contemporâneo. Além disso, é importante que as obras tenham temáticas diferentes. Se você escolher uma biografia de Stálin e ler um romance ambientado nessa época, as chances de criar alguma confusão são grandes.
.
.
2º: não há uma regra para como alternar as leituras. Você decide se em um dia você vai ler os dois livros ou se prefere ler um dia um pouco de um livro e no dia seguinte um pouco do outro. O segredo é não deixar uma das obras de lado! Ainda que você esteja gostando mais de alguma delas, tente manter o ritmo das duas leituras, lendo ao menos algumas páginas do livro “menos preferido”. Para evitar o abandono de um dos livros, você também pode se organizar para apenas começar uma nova leitura quando as duas anteriores tiverem encerrado (faço assim)!
.
.
3º: mesmo que no começo você sinta um pouco de dificuldade, você vai se acostumar rápido e, com o tempo, não vai mais querer largar essa “técnica”. Ah, e aos poucos, você pode adicionar uma terceira ou quarta leitura (só não vai querer começar 6 livros de uma vez, porque as chances de não terminar nenhum são altas)! .
.
E vocês, também gostam de ler mais de um livro ao mesmo tempo? #bookster

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Campos obrigatórios são marcados*.

Nome*:

Email*:

Comentário*

Veja também

LIVROS

O mestre e Margarida, Mikhail Bulgákov

Já inicio essa resenha com a certeza de que “O mestre e Margarida” entrou para a lista dos preferidos!

NOTA 10/10

LIVROS

Desonra, J. M. Coetzee

Vencedor do Man Booker Prize, Desonra narra a história de David Lurie, um professor universitário cinquentão e divorciado.

NOTA 9,5/10