Veja também

FICÇÃO, LIVROS

Pão de açúcar, de Afonso Reis Cabral | Resenha

Com apenas 30 anos, o escritor português venceu o Prêmio Saramago com este livro que, de forma gradual, insere o leitor no cenário de um crime chocante e muito dolorido. O fato histórico sobre o qual o romance é construído é verídico: em 2006, Gisberta, uma transexual brasileira, foi torturada e morta por jovens, na cidade de Porto, em Portugal.

NOTA 8,5/10

FICÇÃO, LIVROS

Torto Arado, de Itamar Vieira Junior | Resenha

Não tenho dúvidas de que 2020 foi o ano do “Torto arado”. Vencedor de dois prêmios literários de extrema relevância (Prêmio Jabuti e Oceanos), o livro de Itamar também conquistou o gosto do público leitor. E com tanta crítica positiva sobre o livro, fica até difícil fazer comentários, seja pelo risco de ser repetitivo, seja pelo medo de fazer algum comentário que possa ir contra a opinião do público.

NOTA 10/10

DIVERSOS

NOTA 10/10

Pais e filhos, Ivan Turguêniev

Russos… Cada nova leitura, uma surpresa boa! Não foi diferente com Turguêniev! Pais e filhos foi um dos melhores livros que li recentemente. A obra aborda os contrastes entre gerações e ideologias distintas. Após se formar na universidade, Arkádi Nikolaitch retorna à propriedade de sua família no interior da Rússia. E não vem sozinho. Traz consigo Bazárov, seu amigo e mentor, que representa a negação dos valores conservadores e tradicionais das gerações antigas, isto é, Bazárov é um verdadeiro “niilista” – termo originado a partir daa obras de Turguêniev.

É bom para lembrar a necessidade que os costumes e conceitos de uma geração devem estar sempre sujeitos à mudanças, para se adequar ao momento em que vive a sociedade. Recomendo muito a leitura!

Além disso, a escrita de Turguêniev é fácil e flui muito bem, o que mais uma vez serve para derrubar aquela velha ideia de que a literatura russa é difícil e pouco acessível. Recomendo MUITO!

Infelizmente, o livro está esgotado no Brasil! Torcendo muito para alguma editora relançar a obra.

 

Editora: (finada) Cosac Naify

Número de páginas: 300

Ano da publicação: 2004

Se você gostou, compre o livro clicando no link e ajude a página a se manter: https://amzn.to/2Lg424n

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Campos obrigatórios são marcados*.

Nome*:

Email*:

Comentário*

Veja também

DIVERSOS

Hibisco roxo, Chimamanda Ngozi Adichie

Para quem vê de fora, a família de Kambili aparenta ser perfeita (para o ponto de vista de uma família tradicional/conservadora da Nigéria).

NOTA 9,5/10

LIVROS

O tribunal da quinta-feira, Michel Laub

Com uma linguagem bem direta e revestida de forte humor negro, Michel Laub aborda temas - e problemas - bem atuais, como o vazamento de dados na internet e a criação de um verdadeiro "tribunal" virtual.

NOTA 08/10