Veja também

DIVERSOS

O encontro marcado, de Fernando Sabino | Resenha

“Parece qualidade fora de moda, essa de um livro ’prender’. Acho qualidade essencial, invejável. (…) A primeira pausa, a primeira mesmo, vem exatamente e apenas no fim.” Foi assim que Clarice Lispector descreveu a experiência de ler esse clássico da literatura brasileira. Publicado em 1956, a obra do escritor mineiro Fernando Sabino é um brilhante romance de formação de um jovem escritor, Eduardo Marciano.

NOTA

DIVERSOS

#DesafioBookster2023 | Dezembro

#DesafioBookster2023

Mês: Dezembro
Acontecimento histórico: Pandemia COVID
Livro: Último olhar, de Miguel Sousa Tavares

NOTA

DIVERSOS

NOTA 9/10

Paixão simples, de Annie Ernaux | Resenha

Depois que li “Os anos”, Ernaux se tornou uma daquelas autoras que eu quero ler tudo! E foi só “Paixão simples” aterrisar no Brasil, que furou a fila das leituras. Com apenas 68 páginas, Ernaux compartilha conosco a experiência de se apaixonar. Aquela paixão que tira nosso chão, como um buraco negro que suga todos os nossos pensamentos e energias.

E, diferentemente do que vemos em livros sobre paixão, a autora não narra a sua primeira experiência, quando ainda era jovem. Em “Paixão simples”, vemos Ernaux mais velha, divorciada e mãe de dois filhos se apaixonou por um homem casado. O medo de não ser correspondida ou de perder aquele homem leva a autora para uma sensação de desespero. Um medo que persegue e que toma conta da razão.

Gostei muito pela forma precisa com que Ernaux descreveu o estado de paixão, que oscila entre sentimentos bons e o pavor da perda. Não vou falar mais, porque é um livro para ser sentido, em que a história por trás é simples – como fica claro no próprio título da obra.

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Campos obrigatórios são marcados*.

Nome*:

Email*:

Comentário*

Veja também

DIVERSOS

Factótum, de Charles Bukowski | Resenha

Bukowski é conhecido por suas prosa polêmica e não é a toa que recebe o apelido de “velho safado”. Em seus romances, o leitor se deparar com personagens homens, machistas e mulherengos. Henry Chinaski é a sua principal criação e está presente em cinco de suas obras, incluindo Factótum. Nunca tinha lido nada do escritor norte-americano até agora.

NOTA 8,5/10

DIVERSOS

Desafio Bookster 2023 | Setembro

#DesafioBookster2023
Mês: Setembro
Acontecimento histórico: Grande Depressão/Crise de 1929
Livro: Ratos e Homens, de John Steinbeck

NOTA