Veja também

LIVROS, NÃO FICÇÃO

Pacientes que curam, de Julia Rocha | Resenha

Adoro livros que envolvem o universo médico e, por conta disso, já havia recebido várias indicações do livro da Julia Rocha, - mulher, negra, mãe, cantora e que, além de tudo isso, também é médica da família. Em textos curtos, a autora compartilha com os leitores a sua vivência como médica do Sistema Único de Saúde (SUS - aliás, viva o SUS!).

NOTA 9/10

FICÇÃO, LIVROS

Violeta, de Isabel Allende | Resenha

Já imaginou ler a história de alguém que nasceu em meio a gripe espanhola, na década de 20, e viveu para testemunhar o mundo paralisado pela pandemia em pleno 2020? Bom, é justamente essa linha de tempo contemplada por “Violeta” que, ainda por cima, conta com a escrita fantasiosa de Allende.

NOTA 9/10

DIVERSOS

NOTA

Escolhas da vez!

Normalmente leio 4 livros ao mesmo tempo e costumo postar as escolhas aqui para vocês. No mês passado não mostrei os escolhidos, pois achava que esse tipo de não agradava tanto. Mas recebi algumas mensagens pedindo esse tipo de post, já que ajuda de alguma maneira com sugestões e na organização das leituras. Importante saber que quando eu digo que leio 4 ao mesmo tempo, isso não significa que leio os livros simultaneamente (na verdade, costumo ler no máximo 3 ao mesmo tempo). A ideia por trás dessa sistemática é começar a ler um livro depois de terminados os 4 escolhidos! Isso porque, como as escolhas são feitas com base em categorias pré-definidas, eu acabo me “forçando” a ler obras diferentes. Além disso, ler mais de um livro ao mesmo tempo ajuda muito no ritmo da leitura e evita que eu canse de determinada obra.
As minhas categorias podem ser assim resumidas: (i) um clássico; (ii) um livro curto (até 200 páginas); (iii) um autor contemporâneo; e (iv) um livro de não-ficção/contos/poemas.
Os escolhidos dessa vez são:

1 – Clássico: As brasas, Sándor Márai – Escolha de maio para o #desafiobookster2018 .
https://amzn.to/2LudCR6 

2 – Livro até 200 páginas: O caso Meursault, Kamel Daoud – Esse é uma boa opção para quem já leu O estrangeiro, do Camus, e gostou do livro! A obra de Daoud vai recontar a história do ponto de vista do árabe assassinado por Meursault, o personagem principal do livro de Camus.

https://amzn.to/2KPVXlE

3 – Autor contemporâneo: Laços, Domenico Starnone – Promete ser um romance sobre as crises e anseios por trás dos laços familiares. Há quem diga que essa obra seria uma resposta ao Dias de abandono, da Elena Ferrante, e que o Domenico Starnone é marido da famosa autora italiana. Ainda não li nada da Ferrante, mas como sei que muita gente gosta, essa informação pode interessar! Recebi da incrível @todavialivros.

https://amzn.to/2LtCUyX

4 – Livro de contos: A teta racional, Giovana Madalosso – De acordo com a sinopse, os contos têm como temática comum “o feminismo no mundo contemporâneo” e são carregados de ironia e um bom humor ácido. Obra escrita por uma mulher, jovem e brasileira! Ainda mais um motivo para ser lido.

https://amzn.to/2KUE6KD

E vocês, estão lendo o que?

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Campos obrigatórios são marcados*.

Nome*:

Email*:

Comentário*

Veja também

CLÁSSICOS, FICÇÃO

Olhai os lírios do campo, Érico Veríssimo

Essa foi a obra que colocou Veríssimo em uma categoria de destaque na literatura nacional. De fato, o autor escreve muito bem e consegue, de uma forma sensível, cativa o leitor e envolvê-lo com os personagens. No entanto, confesso que essa não foi uma leitura que amei...

NOTA 7,5/10

DIVERSOS

Intermitências da morte, José Saramago

"No dia seguinte ninguém morreu”. Essa é a frase de abertura do livro, que tem como personagem principal a morte (com letra minúscula, registre-se!). Cansada de ser vista como algo (ou alguém) indesejado por nós, seres humanos, a morte de um determinado país – sim, porque existem várias mortes - decide interromper suas atividades para deixar clara a importância que recai sobre sua função...

NOTA 9,5/10